Home Notícias Eventos Dia nacional de denúncia contra o racismo - Dia 13/05
Dia nacional de denúncia contra o racismo - Dia 13/05 PDF Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 20
PiorMelhor 
Escrito por Administrador   
Ter, 13 de Maio de 2008 14:59

O dia 13 de maio é o “Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo” . Vasta bibliografia (livros, revistas, jornais, boletins, manifestos, etc.) registra o 13 de maio como Dia Nacional de Denúncia contra o Racismo, ao longo dos 25 anos de existência da data e dos 26 de nossa organização.

Mesmo outras formas organizativas que lidam com a questão racial criadas por determinados governos, por partidos políticos, pela igreja, pelo movimento sindical, por mesquitas ou ong's reconhecem esta data já cunhada na história do povo negro na sociedade brasileira.Nossa saudosa Lélia Gonzalez (1982) já antecipava esta oposição quando asseverava: “Por isso negamos o treze de maio de 1888, dia da abolição da escravatura...”(1982:58) Essa constatação advém da consciência de que a Lei Áurea, nº 3353, de 13 de maio de 1888, para além de outros fatores, “libertou” somente 723.419 de negros(as) escravizados(as), o que equivalia a 5,6% da população geral do Brasil. A população livre era de 12.192.581 (94,4%), segundo Chiavenato (1980). Como exemplo, também, podemos citar o Grupo de Trabalho para Estudos Afro-brasileiros, da Secretaria de Estado de Educação, do Estado de São Paulo, que talvez por ser um órgão no estado “ instituiu-o em 1986, como Dia de Debate e Denúncia contra o Racismo (1987) na rede de ensino oficial, conforme Resolução SE nº 95/96. Embora acrescentando a palavra Debate respeitou-a com a nova conotação dada a data pelo Movimento Negro Unificado - MNU. Sabemos da existência de setores e segmentos recalcitrantes em admitir/adotar as datas criadas pelo Movimento Negro Unificado – MNU. Contudo, apesar delas terem sido pensadas pelo MNU, hoje, após inúmeras atividades, próprias ou em parceria, realizadas durante estes anos, tornaram-se patrimônio de todas organizações e entidades do movimento negro e das demais formas organizativas que implementam ações políticas e políticas públicas para debelar o racismo e suas manifestações: a discriminação racial e o preconceito racial. (Ogunbiyi, 1994) Uma demonstração disto é a publicação “Cadernos de Pesquisa” Raça Negra e Educação, editado pela Fundação Carlos Chagas (1987, nº 63: 136). Encontramos, ainda, eco nas citações por parte de estudiosos/as, pesquisadores/as, sociólogos/as, antropólogos/as, etc. A data passa a constar de agendas específicas para a população negra . Além disso, é citada em publicação, editada em 1988, intitulada “Movimento Negro Unificado - MNU” 1978-1988 – 10 anos de luta contra o racismo”, (1988: 40-41) . Como podemos constatar não resta dúvidas ou questões sobre esta data já consagrada popularmente.

Muitos avanços na luta contra as desigualdades raciais foram conquistados. Contudo, na era do Estatuto da Igualdade Racial há, ainda, a necessidade premente de continuarmos denunciando as mazelas geradas pelo racismo e suas manifestações: a discriminação e o preconceito raciais.

Conscientize-se e Reaja à Violência Racial.

Fonte: Movimento Negro Unificado – MNU
 
Este site usa tecnologia Joomla