Home Espaço Aberto Diversos Escriturar um imóvel o que é preciso?
Escriturar um imóvel o que é preciso? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Todo Imoveis   
Qui, 21 de Janeiro de 2010 17:39

Para comprar uma imóvel não basta ter dinheiro na conta bancária, é preciso ser paciente e atento com toda papelada burocrática.  Antes de adquirir um imóvel, tenha em mente que será necessário fazer a documentação do mesmo e que este valor é considerável. Muitos agentes financeiros inserem o valor da escritura no financiamento, mas esteja preparado para o caso de ter que pagá-lo a vista, caso não esteja adquirindo seu imóvel através de financiamento.

O valor das despesas de transferência, escritura e registro do imóvel são pré-fixados nos respectivos cartórios e órgãos públicos. Para os cálculos dessas despesas, vale o que for maior: o valor venal da unidade ou seu preço de venda no mercado.

Na compra de um imóvel, o comprador terá de pagar:

ü  O Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis - Inter Vivos (ITBI - IV) à prefeitura, correspondente a 3% do valor do imóvel

ü  Despesas com a escritura, em qualquer Cartório de Notas (tabela progressiva de acordo com o valor do imóvel)

ü  Registro desse documento no Cartório de Registro de Imóveis da comarca onde o imóvel está situado (tabela progressiva de acordo com o valor do imóvel).

ü  Quitação Fiscal é uma certidão fiscal do imóvel certifica que imóvel não possui imposto pendente ou que não foi ajuizado.

ü  Certidão Registro do imóvel emitida pelo cartório de notas da região que certifica que imóvel é legal.

Também precisa da documentação pessoal do vendedor do imóvel na hora da escrituração do imóvel:
Carteira de Identidade;
C.P.F.

São ainda imprescindíveis as certidões negativas do vendedor:
Cartório de Protestos;
Distribuidores forenses;
Justiça Federal.

É muito importante que seja "checada" a situação do vendedor na Dívida Ativa da União. Assim pode-se verificar se o mesmo, sabendo que a União irá penhorar seus bens, corra para se desfazer dos mesmos, dando o calote no Erário. Lembre-se: A Justiça pode anular a venda e o comprador pode ficar no prejuízo.

LEMBRETE: Nunca se esqueça também de verificar se o vendedor é casado. Neste caso, a assinatura do cônjuge é indispensável.

Fonte:Todoimóveis

 
Este site usa tecnologia Joomla